Arquivo da categoria: Outros

MAIS UM CLIPE DO DISCO DO MARCELINHO

O segundo videoclipe derivado do álbum State: Province, da banda The Gentrificators, faz uma reflexão cinemática sobre o zeitgeist estético-político-artístico da capital gaúcha. The Name-drop Turn abusa de quase uma centena de imagens de arquivo encontradas no YouTube, somando e sobrepondo momentos insólitos, polêmicas, bairrismos e protestos ocorridos em POA nos últimos trinta anos. O vídeo realiza uma avaliação do estado da arte da metrópole pós manifestações de junho de 2013, que agora, em 2015, sofre com o espraiamento da gentrificação, que fecha bares, cancela festas e tira os artistas de rua do centro histórico em favorecimento a uma política de assepsia anti-micropolíticas e de especulação imobiliária. Soma-se aí comentários reflexivos sobre tudo isto em forma de legendas, redigidos pelo pesquisador de mídia André Araujo, além, é claro, de uma brisante canção que dura impressionantes 10 minutos e meio, recheados de solos de guitarra com fuzz, riffs incinerantes e o inglês provinciano e auto-irônico de Marcelo B. Conter, que desanda a se queixar de seu próprio envelhecimento em frente às novas gerações que nunca verão LCD Soundsystem ao vivo na Casa do Gaúcho.

DISCO DO MARCELINHO SAINDO DO FORNINHO

⌘⌘⌘⌘⌘⌘⌘⌘⌘⌘ LANZAMENTO The Gentrificators⌘⌘⌘⌘⌘⌘⌘⌘⌘⌘⌘

“O disco state: province abraça essa nossa situação e atua diretamente como um CURADOR do Pop. O disco já não mais como artefato por si só, mas sim como peça de crítica cultural, curadoria musical, cartografia de subjetividades. Marcelo B. Conter elenca uma série de referências, como bandas, sonoridades e timbres; mas também autores, ideias e conceitos. Tudo isso forma uma espécie de território imaginado, o lugar de onde podemos partir. Uma geração inventada a posteriori, uma cidade mitificada para além da timeline. Mais do que qualquer coisa, state: province é um artefato cultural múltiplo: é canção, é crítica, é teoria, é ruído. Como bem diz Goldsmith, “o conteúdo é o contexto”.”

parágrafo de André Araujo. Em breve o MANIFESTO na íntegra. para o momento::::::::

ASSISTA O PRIMEIRO CLIPE::::::::::::::::::::::

194 B COISAS POSTIÇAS NA CARA

Diversão que não acaba

193 SÉRGIO MALLANDRO

Que época para se viver.

Uma singela homenagem ao homem de uma piada só.

192 B ORNITORRINCO

O bicho mais bizarro e querido da Austrália (foda-se os canguru)

%d blogueiros gostam disto: